Home   >   notícias   >     >   Tratamento com chancela internacional

Tratamento com chancela internacional

Postado em: 3 de agosto, 2015

iStock_000011437434XLarge_CMYKA porta-voz da organização americana LE&RN (Lymphatic Education & Research Network), Cheri Hoskins, que possui mais de 30 anos de experiência direta no tratamento do Linfedema (sequela do tratamento do câncer de mama),  conta que a doença envolve, em muitas vezes, um quadrante do corpo (tórax, abdómen ou tronco), não só o membro com inchaço.

“Apesar de ser muito difícil reverter o quadro, o Bio Compression é um dos melhores equipamentos para o tratamento do linfedema, já que aplica pressão diferencial ao longo do membro afetado, fazendo com que o fluido se mova por meio do sistema linfático”, explica Cheri, declarando ainda que “o dispositivo é o mais utilizado na América do Norte”.

No Brasil, estudos apontam que a prevalência do linfedema pode atingir 40%, das pacientes submetidas a cirurgia radical da mama. O lado bom é que a tecnologia mencionada pela Cheri Hoskins não está tão longe dos brasileiros. Isto porque a Anvisa já autorizou a utilização do dispositivo no país.

“As bombas de câmara única, utilizadas no passado, são consideradas  um tipo de dispositivo antiquado e não recomendável atualmente. Já a tecnologia do Bio Compression, com várias opções de câmaras gradiente e sequencial, proporcionam o tratamento mais eficaz”, compara a especialista.

Artigo salvo em: