Home   >   notícias   >     >   Na prevenção do linfedema, BMR Medical contribui com o Hospital de Câncer de Barretos

Na prevenção do linfedema, BMR Medical contribui com o Hospital de Câncer de Barretos

Postado em: 13 de junho, 2017

O departamento de Fisioterapia do Hospital de Câncer de Barretos ganhou três equipamentos Bio Compression, primeira opção de tratamento nos Estados Unidos. Esta tecnologia é uma aliada na prevenção e tratamento do linfedema, doença irreversível, considerada uma sequela da cirurgia de câncer de mama. No Brasil, o Linfedema possui uma prevalência de 40%.

 O presidente do Hospital de Câncer de Barretos, Henrique Prata, agradecido pela doação, disse que os equipamentos vêm de encontro com o propósito do hospital que é de levar ao paciente oncológico as melhores tecnologias para apoiar o tratamento.

 Para a BMR Medical, o CEO Rafael Martinelli de Oliveira classifica que o estímulo faz parte da missão da indústria que é de levar inovação, melhores resultados do tratamento e  qualidade de vida à população.

 A tecnologia do Bio Compression está autorizada pela Anvisa e está disponível no Brasil. As doações ao Hospital de Câncer de Barretos foram realizadas no início de junho de 2017.

 Mais sobre o Linfedema

 Segundo a presidente e coordenadora jurídica da Associação das Amigas da Mama, Valéria Lopes, de Curitiba, das 300 mulheres atendidas por mês, com idade entre 35 a 48 anos, 70% destas já passaram pela cirurgia radical de mama e possuem pouco conhecimento sobre a doença.

 Um testemunho divulgado pela atriz americana Kathy Bates, em 2016, mostra que nem ela não sabia que poderia desenvolver o Linfedema após o tratamento do câncer. “Sinto que o Linfedema é um castigo por ter tido câncer de mama”, menciona em vídeo disponível no youtube.

 Para a porta-voz da organização LE&RN (Lymphatic Education & Research Network), Cheri Hoskins, que possui mais de 30 anos de experiência direta no tratamento da doença, o Linfedema ocorre quando muita linfa se acumula em qualquer área do corpo, mas sendo comum nos braços e mão, podendo atingir peito, axila, tronco e costas.

 “Apesar de ser muito difícil reverter o quadro da doença, o Bio Compression é um dos melhores equipamentos, já que aplica pressão diferencial ao longo do membro afetado, fazendo com que o fluido se mova por meio do sistema linfático”, diz Cheri, declarando ainda que o dispositivo é o mais utilizado na América do Norte”.

 Segundo o departamento de Qualidade e Assuntos Regulatórios da BMR Medical, o equipamento possui diversos artigos, dentre estes um da American Cancer Society, que aponta a eficácia tanto tratamento quanto na prevenção da doença, promovendo uma rápida resposta ao ser utilizado associado a outras técnicas terapêuticas.

Tag: , ,

Artigo salvo em: